segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Juventude Missionária de Salvador (BA) realiza formação para jovens


A Juventude Missionária (JM) de Salvador, na Bahia, promoveu seu primeiro encontro diocesano de formação. O evento realizado nos dias 15 e 16 de outubro, na casa das irmãs da Providência em Salvador, contou com a participação de 40 jovens entre 15 e 25 anos.

Os trabalhos foram assessorados pelo coordenador estadual da JM, o jovem Daniel Bittencourt que contou com o apoio do coordenador do Conselho Missionário Diocesano (Comidi), padre Mussa Serge.

A Leitura Orante da passagem sobre os discípulos de Emaús (Lc 24, 13-35) iluminou a reflexão no intuito de formar a Juventude Missionária da arquidiocese de São Salvador segunda a pedagogia de Jesus. “Esta pedagogia indica e orienta para nós cristãos, a forma de ser missionário, aproximar-se dos afastados, caminhar junto com eles, perguntar-lhes, escutá-los, acompanhá-los e constituir uma comunidade de amor que atraia para o Ressuscitado”, afirmou Daniel Bittencourt.

A programação incluiu também uma roda de conversa onde foram apresentadas as atividades das Pontifícias Obras Missionárias (POM), da Pontifícia Obra da Propagação da Fé e a metodologia da Juventude Missionária. A contextualização do ver, iluminar, agir, e celebrar foi o ponto alto da conversa. Isso levou a juventude a entender que esta metodologia colabora para o processo de formação integral da juventude.

Outra temática desenvolvida foi o perfil do jovem missionário, a partir da atividade em grupo com os textos para estudo presente no aplicativo da JM. Nas reflexões dos grupos e apresentações, ganhou destaque o diálogo interreligioso, a presença samaritana diante das situações de degradação da vida e a espiritualidade missionária que entende que o Reino de Deus brota das realidades. O estudo encerrou com uma mística missionária a partir da oração pelos continentes e de uma dança circular.

Segundo Daniel, “as danças circulares fizeram parte do encontro. Intercaladas com momentos de bate bato, elas ajudam a perceber e refletir a universalidade da missão e a importância da comunidade”.

Para Amanda Macario, coordenadora da JM na paróquia São Daniel Comboni, a formação foi muito importante. “Vejo essas formações como uma porta para nosso aprendizado a qual nos orienta em nossa caminhada enquanto grupo e também enquanto indivíduos”.


domingo a formação foi sobre o tema proposto para todos os grupos de JM no Brasil durante o ano de 2016: “Educar para o Bem Viver”. O grupo assistiu ao vídeo “Bem viver - Um novo caminho”, que motivou um debate, partilha de experiências e relatos da realidade onde os jovens estão inseridos. Nas intervenções ficou claro que a cultura Bem viver assume formas diferentes de acordo a realidade, no entanto, mantém os princípios da comunidade, gratuidade, universalidade, simplicidade, ruptura, harmonia e equilíbrio.

Os jovens conheceram ainda, as ações do Projeto Corrente Solidária assumido como compromisso para os meses de outubro e novembro.

O encontro trouxe um novo ânimo para JM de Salvador”, avaliou Edson dos Santos, assessor arquidiocesano da JM e membro do Comidi. “A oração, o sacrifício e a solidariedade concreta devem fazer parte da vida do jovem missionário. São essas atitudes que o ajudam a ser testemunha do verdadeiro Cristo no processo de formação do discipulado missionário”, acrescentou Edson.

A missa do domingo foi celebrada em ação de graças pelo primeiro ano de caminhada da JM na paróquia São Daniel Comboni.

Com informações da JM da Bahia.

Nenhum comentário: