quinta-feira, 24 de novembro de 2016

JM de Patos (PB) realiza atividades no Mês Missionário


O mês de outubro, mês dedicado especialmente às missões, foi marcante para a Juventude Missionária da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, da Diocese de Patos (PB). Duas atividades principais foram realizadas nesse período: a ação solidária do dia das crianças na comunidade São Paulo Apóstolo, e a participação no Dia Nacional da Juventude (DNJ 2016).

Pelo sétimo ano consecutivo, os jovens missionários promoveram atividades evangelizadoras junto às crianças da Comunidade São Paulo Apóstolo. O intuito é levar brincadeiras, guloseimas, brinquedos, e principalmente rezar e falar da palavra de Deus no dia 12 de outubro, dia especialmente dedicado as crianças e a Nossa Senhora Aparecida.


As crianças aguardavam novamente ansiosas, quando da chegada dos missionários a alegria foi contagiante, e todas as crianças puderam interagir e participar das atividades propostas. Mais uma vez a retribuição veio em formas de sorrisos e afetos. Ainda foi realizada uma missão extra com as crianças de outra comunidade, chamada Dom Bosco

No Dia Nacional da Juventude (DNJ 2016), realizado entre 23 e 24 de outubro, as JUMI's da Diocese de Patos se reuniram para vivenciar juntas um momento ímpar, dia de celebrar um estágio tão especial na vida que é a jovialidade, traduzida na força e sobretudo no sentido da busca pelo que é eterno e infinito, demonstrando sua fé e vigor em Jesus Cristo e na sua missão. A homilia presidida pelo bispo diocesano, Dom Eraldo Bispo da Silva, fez os jovens vibrar, ele afirmou: "Saim pelas ruas jovens, saim das salas de reuniões e vão as ruas e praças, sejam missionários."

Por conseguinte, o mês missionário nos lembra que é "preciso fazer da vida uma missão", as atividades realizadas com crianças e jovens nos recorda que semear esperança é crer, é uma obra ininterrupta, e uma fé sem obras é morta, não convence, o missionário precisa  semear a missão com a própria vida, pois como dizia o Padre Antonio Vieira (1608 - 1697): "Para falar ao vento bastam palavras. Para falar ao coração são necessárias obras."



Nenhum comentário: