sexta-feira, 10 de junho de 2016

JM participa do Acampamento da Juventude Romeira na Diocese de Tocantinópolis (TO)


O 2º Acampamento da Juventude Romeira foi realizado em Buriti do Tocantins (TO), diocese de Tocantinópolis (TO), e contou com a presença de grupos da Juventude Missionária (JM). O evento, promovido nos dias 14 e 15 de maio, encerrou a Semana Social da Terra e das Águas Padre Josimo, em memória aos 30 anos de martírio do sacerdote. Cerca de 250 jovens, do campo e da cidade, se reuniram para memorar e debater a história de luta do "padre negro de sandálias surradas".

O acampamento foi repleto de animação, celebração e informação. Os eventos possibilitaram aos jovens maior conhecimento sobre os conflitos sociais existentes na região e a influência de padre Josimo no combate às injustiças. O jovem Thiago Borges relatou: "Padre Josimo se dispôs a correr riscos e enfrentar os 'poderosos chefões', afim de representar e defender um povo sofrido, que almejava apenas um lugar para morar e tentar ser feliz, somente isso".

Padre Josimo é mártir da terra e da justiça e a luta dele inspira muitas pessoas, até hoje, em favor dos menos favorecidos, dos injustiçados socialmente. Sua caminhada, cheia de fé e esperança, motiva os jovens romeiros a seguirem esse exemplo de humildade e força de vontade na comunidade onde vivem e nos grupos que participam. O sacerdote é inspiração para o jovem Rafael da Silva. "Padre Josimo foi e ainda é um grande exemplo, que deixou um belo e grandioso serviço para nós continuarmos".

A reflexão do 2º Acampamento em torno da história de luta do padre mártir abriu os olhos da juventude que ainda não o conhecia. "Eu achei a história de padre Josimo sensacional, pois nos faz refletir o quanto ele foi importante para as pessoas, especialmente ali da região do Bico do Papagaio, mostrando-as o valor que têm. Ele contribuiu para que essas pessoas lutassem por seus direitos. Padre Josimo era humilde, tudo que ele ganhava usava para ajudar as pessoas, ele enfrentou os fazendeiros, que muitos tinham medo. A partir de sua morte, as pessoas da região o tiveram como exemplo, aprendendo a lutar por seus direitos e batalhar para muitas conquistas, além de valorizarem sua cultura", afirmou o jovem missionário Thiago Matos.

Além dos debates, com assuntos relacionados à juventude, durante o evento foi lançado o filme "O padre negro de sandálias surradas", produzido pelo Instituto Cultural Padre Josimo.

A noite cultural envolveu o acampamento com animação, música, apresentações de dança e encenações de textos referentes à luta pelas terras e a padre Josimo, protagonizadas pelos jovens. Seu Hermílio, artista da região, prestigiou o evento com suas composições musicais e literárias a respeito da história de Josimo.

Na manhã de domingo aconteceu a caminhada dos mártires, onde a juventude e moradores da cidade saíram pelas ruas de Buriti do Tocantins (TO) com músicas e preces, relembrando várias pessoas que sofreram o martírio por lutarem em favor do povo sofrido e injustiçado.

A caminhada foi finalizada na igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde Dom Giovane Pereira de Melo, bispo de Tocantinópolis (TO), presidiu a Santa Missa, concelebrada por padre Edno, encerrando o acampamento.

Com informações da JM, Regional Norte 3 da CNBB

Nenhum comentário: