terça-feira, 25 de agosto de 2015

JM do Regional Norte 3 se reúne em Palmas (TO) para formação missionária


Cerca de 100 jovens, entre encontristas vindos de todo o Estado do Tocantins e a equipe de organização, participaram do VII Encontro Regional para Coordenadores e Assessores da Juventude Missionária, do Regional Norte 3 da CNBB. O encontro aconteceu na Fazenda da Esperança Feminina, na cidade de Palmas (TO), de 21 a 23 de agosto.

A dinâmica da partilha envolveu toda a formação que trabalhou a seguinte temática: Espiritualidade e Missão da Juventude Missionária. "A nossa espiritualidade está marcada pela atitude samaritana", ressaltou Guilherme Cavalli - Secretário Nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé.

"A formação superou muito minhas expectativas. Encontrei muito mais do que fui buscar, inclusive em termos pessoais. Tive ganhos de valor indescritível. Gostaria que houvesse uma continuação. Além da profundidade dos conteúdos, o clima foi muito 'agradável' e fiz amigos. Muito obrigada por tudo", vibrou a jovem missionária, Rayne Santos, de Augustinópolis (TO).

Durante a formação Cavalli enfatizou muito a importância da JM ter uma espiritualidade voltada à mística dos olhos abertos. "O jovem missionário tem que conhecer a sua realidade, rezar todos os dias olhando para os acontecimentos. É preciso ter os olhos abertos para as necessidades do mundo, principalmente dos mais pobres e excluídos, como nos pede o Papa Francisco", explicou.

Oficina JJM
No período vespertino de sábado aconteceu uma oficina com o material da Jornada do Jovem Missionário - Caminho para o jovem discipulado à Jesus. Os jovens formaram três grupos que trabalharam os primeiros temas da jornada que compreendem o Módulo 01 e 02: "Escuta teu irmão", "Deus presente no mundo" e "Encontrar Deus nas pessoas". Após os trabalhos em grupo houve a plenária, na qual alguns grupos que não estavam trabalhando o material se dispuseram a colocar em prática.

Guilherme explicou a importância dos grupos em seguir o carisma da JM que propõe a metodologia das 04 áreas integradas (ver, iluminar, agir e celebrar). "Se o grupo não segue essa metodologia, deixa de olhar para a realidade, e vivem o chamado 'comodismo', ou seja, deixa de ser Juventude Missionária", frisou.

Os jovens também tiveram um momento forte de espiritualidade missionária, com a leitura orante da palavra de Deus. O trecho bíblico trabalhado foi "A parábola do bom samaritano". Em seguida, rezaram o terço missionário pelo terreno da fazenda, pedindo por todos os cinco continentes e também pelas cinco dioceses do Regional.


"O jovem missionário deve ter um olhar misericordioso pelo irmão que sofre. O papa nos pede para nadar contra as correntes, por isso queremos criar uma consciência do bom samaritano: Aquele que acolhe, cuida e depois volta para poder acompanhar", exortou George Henrique - Coordenador da JM do Tocantins.

A prática da leitura orante deve ser utilizada nos grupos durante o segundo encontro do mês, compreendendo o iluminar, que é a segunda área integrada.

Articulação
No domingo o secretário da POPF explicou um pouco de como foi a fundação da Pontifícia Obra da Propagação da Fé e da "Santa Infância", conhecido por nós como Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária. A primeira, fundada por Paulina Maria Jaricot, no ano de 1822, na França, e a segunda, fundada por Dom Carlos Forbin Janson, em 1843, também na França.

As dioceses presentes apresentaram os trabalhos realizados pela JM, no período de agosto/2014 a agosto/2015. O próximo encontro para coordenadores e assessores será realizado na Diocese de Tocantinópolis (TO) em agosto de 2016.

Depoimentos
"Essa foi minha primeira participação no encontro, e posso afirmar de todo coração que saí muito diferente, pois além de ter sido uma formação maravilhosa, fiz novos amigos que levarei para a vida toda. Quero poder passar tudo que aprendi aos demais integrantes do meu grupo, que não puderam participar. E, que venha os próximos!" - Wemila Alves, de Gurupi (TO)

"Primeiramente queremos agradecer a Deus, em segundo a Arquidiocese de Palmas, também às famílias que nos acolheram e que nos receberam tão bem. Queremos agradecer também por nos darem a oportunidade de participar do VII Encontro Regional para Coordenadores e Assessores da Juventude Missionária e, principalmente, pelo acolhimento da Fazenda da Esperança Feminina que nos receberam tão bem. E nós, jovens de Silvanópolis não temos nada a reclamar do encontro, porque foi tudo maravilhoso. Esperamos o próximo com muita alegria e entusiasmo." - Depoimento escrito pelas jovens da JM de Silvanópolis (TO).

Nenhum comentário: