segunda-feira, 27 de julho de 2015

Missão Jovem em Touros (RN) acolhe missionários de Brasília, Quixadá, Caicó, Angicos e Pureza


A Paróquia Bom Jesus dos Navegantes, de Touros (RN), deu início a um tempo intenso de missão, à partir deste domingo (26) até 2 de agosto. Seis comunidades da paróquia receberam hoje a Missão Jovem, promovida pela Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF) e Juventude Missionária (JM).

Um grupo missionário de 50 jovens da Arquidiocese de Brasília, da paróquia Nossa Senhora do Lago e missionários de Quixadá (CE), Caicó, Angicos e Pureza, engajados nas Pontifícias Obras da Infância e Adolescência Missionária (IAM) e Juventude Missionária (JM), foram enviados hoje, no Santuário do Bom Jesus dos Navegantes, para uma semana de missão, em seis comunidades da paróquia Bom Jesus dos Navegantes: Aracati, Santa Luzia, Baixa do Quinquim, Lagoa do Sal, Vila Assis e Touros.

A coordenadora estadual da JM no RN, Josiane Costa faz parte da equipe que prepara a missão. “Este será um momento importante de intercâmbio entre os grupos de JM das duas arquidioceses representadas, em suas realidades e culturas diferentes”.

Adotando o tema da Campanha Missionária 2015 “Missão é servir’’ e o lema “Quem quiser ser o primeiro, seja o servo de todos” (Mc 10,44), a missão tem o objetivo de despertar os jovens para o serviço do Reino de Deus, e reafirmar o lema: Jovem, evangelizando jovem!

Os jovens da paróquia, consideram motivo de alegria, neste ano em que a JM celebra 10 anos de presença no Brasil, sediar a Missão Jovem, que esperam, será um tempo extraordinário da graça de Deus na vida da juventude e de toda comunidade.

Confira a programação:
A programação da missão inclui momentos com toda a comunidade e momentos específicos para a juventude em geral, como, a missa de abertura e encerramento, visitas às escolas, famílias, aos idosos e enfermos, além da celebração penitencial, adoração, Oficio Divino da Juventude, noite cultural, show religioso, luau, terço missionário, encontros e oficinas sobre espiritualidade, liturgia, sexualidade, cidadania e redes sociais.



Nenhum comentário: