domingo, 10 de agosto de 2014

Na Libéria, cinco jovens, cristãos e muçulmanos, engajados nas áreas rurais na prevenção do vírus Ebola


Diante da grave epidemia de Ebola, em Monróvia, cinco jovens, cristãos e muçulmanos, acabam de fundar o grupo “Domenico Savio & Dom Bosco”, para a prevenção do vírus. O grupo de amigos, de diferentes crenças religiosas, mas unidos pelo espírito salesiano e pelo desejo de doar pela saúde dos outros, especialmente dos mais carentes, doentes, pobres e abandonados, não tem a missão de curar, mas de ajudar a prevenir a doença, oferecendo as instruções básicas que o Ministério da Saúde tenta difundir, mas que não alcançam as áreas internas, aonde não há eletricidade, televisão, e ninguém está disposto a colocar em risco a própria saúde para salvar a dos próximos.

Ao lado da campanha com opúsculos e pôsteres distribuídos e explicados no mercado local e porta a porta, o grupo “Dominic Savio and Don Bosco” entrega luvas, camisas de manga comprida e desinfetantes a base de cloro, para limitar a possibilidade de contato e contágio.

O problema mais urgente é evitar o contato com quem chega à fase terminal da doença e com os corpos dos mortos, extremamente contagiosos. Para adquirir desinfetantes, luvas, camisas, transporte e todo o necessário, os jovens batem às portas daqueles que possuem algo e vão à capital para procurar ajudas para a periferia rural, mas lá também o medo faz com que as pessoas estejam se fechando em si mesmas.

FONTE: Agência Fides - 08/08/2014

Nenhum comentário: