sexta-feira, 30 de maio de 2014

Juventude Missionária de Crato seguindo os passos de Paulina Jaricot.


A união já mudou diversas vezes a história, prova disso são tantos bons exemplos que os livros e o povo nos conta. Paulina Jaricot ao fundar uma Obra Missionária motivo todos os que estavam ao seu redor a colaborarem na construção de um mundo melhor. É com esta motivação também que o grupo da Juventude Missionária, da Área Pastoral Santa Terezinha, da cidade do Crato (CE), vem realizando seu trabalho.

Com mais de vinte jovens participando ativamente, o grupo se reúne todas as segundas-feiras na sede das Pastoral do Menor, no bairro Alto da Penha. Segundo relatos da equipe de coordenação o grupo que teve seu inicio no mês de março, muito fez em tão pouco tempo.

Logo nas primeiras semanas de encontro quando se falava sobre a realidade da juventude no mundo atual, os jovens se perguntaram: "E nossa realidade, será que a conhecemos de fato?"; foi a partir deste questionamento que se dispuseram  a vê as comunidades que formam a área pastoral com o olhar missionário, e assim fizeram.

No mês de abril, participaram do ELJUMI de Nível 1 na cidade de Juazeiro do Norte e  visitaram a comunidade do Mutirão, onde alguns membros do grupo residem. Inicialmente escutaram um pouco da história do bairro e alguns  moradores citaram a história de como surgiu e o porque do nome  da comunidade.Neste dia o coordenador do grupo Mensageiras da Paz, Francisco Nascimento, que tem um trabalho social na comunidade também ajudou na visita.

No dia 04 de maio, os jovens realizaram visita aos doentes e a algumas famílias da comunidade São Vicente, na zona rural da Cidade, que também faz parte da área pastoral, juntamente com os seminaristas Gilberto e Ailton , onde poderam ampliar mais ainda sua visão sobre a realidade que os cercam.

Nos encontros semanais se refletiu sobre o que realizaram e também discutiram sobre o perfil da juventude das comunidades da área pastoral e diante de tudo que viram o que a juventude missionária poderia realizar de  concreto.

Para Taís Lilian, "os encontros e as visitas  foram maravilhosas, um aprendizado imenso, fizemos novas parcerias , e com certeza iremos ajudar as nossas comunidades e buscar melhorar  sempre nosso trabalho  que tem como missão permanente evangelizar os jovens".


E como fruto do grupo os jovens formaram o coral da JM que cantou pela primeira vez na última noite de novena da festa de Nossa Senhora de Fátima na comunidade do Mutirão, no ultimo dia 12 deste mês, que foi presidida pelo Bispo diocesano Dom Fernando Panico. Em sua homilia o pastor diocesano expressou: "Fico muito feliz em ver que algumas das crianças da Infância e Adolescência Missionária cresceram e continuam na caminhada e que os crismandos do ano passado hoje estão me mostrando que de fato deram o sim".

Assim como Paulina, que com seu testemunho até hoje nos motiva a continuarmos unidos e com boas ações deixarmos nossas marcas na história ,possamos sempre nos incomodar com a realidade que a cada dia mais precisa ser melhorada.

Arlane Markely
Vice coordenadora da JM da Área Pastoral Santa Terezinha
Coordenadora da IAM do Regional NE 1

Nenhum comentário: