segunda-feira, 24 de março de 2014

Setor Universidades da CNBB prepara jovens para experiência missionária na Amazônia



No último final de semana, 21 a 23 de março, o grupo de universitários que se prepara para uma missão na diocese do Alto Solimões (AM) esteve reunido em Brasília para formação e estudo. O encontro que aconteceu na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM) reuniu oito jovens e assessores para debater a missão e o projeto Universitários para Amazônia. A iniciativa conta com o apoio da Comissão Nacional do Setor Universidades da CNBB, da Comissão Episcopal para a Amazônia e das POM.

Os estudantes viverão, entre os dias 22 de junho e 12 de julho, uma experiência missionária em contato com comunidades indígenas e ribeirinhas, bem como com universitários e missionários daquela região.

O momento de formação contou com a participação da assessora do Setor Universidades, Irmã Maria Eugenia Lloris Aguado, que destacou a importância dessa iniciativa frente aos desafios que a Igreja brasileira enfrenta hoje, que é pensar com maior foco a área missionária da Amazônia. “Em um processo que já dura três anos, o projeto que conta com o apoio da Comissão Episcopal para a Amazônia, pretende possibilitar aos estudantes a troca de experiências entre as comunidades indígenas e ribeirinhas com os saberes produzidos nas universidades”, comentou.

Missionária da Fraternidade Verbum Dei, irmã Eugenia ressalta que “a solidariedade é um valor muito forte da juventude universitária”. Junto a isso, ela também destaca o anseio dos jovens em oferecer um serviço gratuito na comunidade, independente de fé ou confissão que se pratica. “Vejo eles dispostos a experiência de serviço aos mais necessitados”, disse.

O desejo de saída e a vivência do Evangelho em realidades distintas também é o que impulsiona Matheus Cedric. Estudante de Ciências Sociais pela Universidade Federal do Paraná, o jovem de 23 anos lembra a importância em partilhar a vida em comunidade para a emancipação do humano. “É preciso nos fazer cristãos em saída, como cidadãos preocupados em realizar os valores do Evangelho a partir das realidades. Se assim fizermos, estaremos colaborando para uma sociedade mais justa e fraterna, como tem nos ensinado o Papa Francisco”.


Na ocasião, os participantes também contaram com a presença e assessoria do Frei Paulo Xavier, responsável por uma das áreas pastorais da cidade de Beijamin Constant, localizado na região sudeste do Alto Solimões. Junto com a irmã Irene Lopes, assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia, Frei Paulo mapeou o campo de missão e trouxe dados locais para a equipe de missionários. “A Amazônia tem um leque de situações complexas que os cristãos universitários precisam se inserir. Entre os elementos indispensáveis para atuar na região Norte, está à experiência de Jesus no esvaziamento e inteira disposição, como quem acolhe o novo”, apontou.

Com o objetivo de promover o diálogo entre fé e razão no âmbito acadêmico e fazer com que seja vivido nas realidades mais distintas, o Setor Universidades, pertencente à Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da CNBB, trabalha desde 2007 pela integração entre diferentes experiências e iniciativas atuantes nas Instituições de Ensino Superior. “O diálogo que recupera o caminho dos valores humanos em ambiente universitário é um lugar onde a Igreja precisa se fazer cada vez mais presente, já que esse é uma realidade onde as pessoas buscam suas vocações, sentido para sua existência”, afirmou Irmã Maria Eugenia.

Guilherme Cavalli
Secretário Nacional da Propagação da Fé
FONTE: POM - 24/03/2014

Nenhum comentário: