terça-feira, 17 de setembro de 2013

Em Sergipe, Obras Missionárias se unem para intensificar a formação


A cidade de Salgado (diocese de Estância) no estado de Sergipe acolheu, nos dias 13 a 15 de setembro, um Encontro de aprofundamento para coordenadores estaduais e diocesanos da Infância e Adolescência Missionária (IAM) e da Juventude Missionária (JM). A formação aconteceu na Casa de Encontros "Chácara" e contou com a participação de 64 pessoas das três dioceses de Sergipe: Propriá, Aracaju e Estância.

Os temas apresentados pelo secretário nacional da IAM, padre André Luiz de Negreiros, foram: a metodologia de trabalho das Pontifícias Obras Missionárias (POM), a Campanha Missionária 2013, o rosto das POM no estado do Sergipe, a comunicação missionária, o Ano da IAM no Brasil (maio de 2013 a maio de 2014) e a “IAM da América a serviço da missão”, que é o tema do 1º Congresso Americano da IAM a ser realizado nos dia 23 a 25 de maio de 2014, em Aparecida (SP).

A coordenadora estadual da IAM, Irmã Maria Oliva Cotias dos Santos, sente-se animada com o trabalho e destaca: "Escutando alguns assessores de Sergipe, vimos que somos motivados pelo espírito missionário que nos impele a avançar. Isso nos faz celebrar com júbilo o 1º Congresso Missionário Americano da IAM, de modo particular no crescimento das Famílias Missionárias como fruto e continuidade do trabalho. Por isso, a nossa participação no Congresso é de suma importância, visto que contemplaremos o que celebramos durante o Ano da IAM no Brasil, na partilha em nível continental, bebendo da fonte de Aparecida como discípulos(as) missionários(as) em comunhão com a Igreja por meio desta Obra Universal".

Além de assessores da IAM e jovens da JM, participaram também casais das Famílias Missionárias no Estado.

Rangel e Taísa, representante das Famílias Missionárias explicam que, "a IAM é a base para as Famílias Missionárias. O carisma e a evangelização que começa na igreja doméstica deve levar a Boa Nova de Cristo aos lugares onde há maior necessidade. As famílias da IAM também serão famílias-pilotos. As Famílias Missionárias querem fortalecer a animação missionária, despertar vocações e dar continuidade ao trabalho realizado pela IAM".

Para Fernanda Rodrigues Santana, coordenadora estadual da JM, "a participação dos jovens em encontros como este, possibilita estreitar os laços com as demais Obras missionárias existentes no estado, transformando-as em uma só família, onde todos cooperam com a caminhada. Essa união se torna significativa, pois permite um revigoramento do ardor missionário e torna conhecida a JM nas paróquias. Estes encontros nos atualizam sobre a missão além-fronteiras, e sobre os acontecimentos diários para propormos mudanças significativas", avalia a jovem.

FONTE: POM - 16/09/2013

Nenhum comentário: