segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Diretores e secretários das POM do Cone Sul realizam encontro em Brasília (DF)


Diretores e secretários das Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Cone Sul (Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai e Brasil), realizam neste fim de semana, dias 20 a 22 de setembro, em Brasília, seu 6º Encontro. A reunião acontece todos os anos, desde 2008, com o objetivo de refletir, dialogar e encontrar pistas comuns para o trabalho de Animação Missionária nos países do bloco. As primeiras edições reuniram apenas os diretores, mas nos anos sucessivos incluíram os secretários das quatro Obras.

Os trabalhos abriram, na manhã da sexta-feira, 20, com uma missa presidida por dom Sérgio Arthur Braschi, presidente da Comissão Episcopal para a Ação Missionária da CNBB. O bispo deu as boas vindas aos participantes e sublinhou a importância do trabalho das POM para a missão. Ao falar dos mártires da Coreia, memória litúrgica do dia, o bispo lembrou que naquele país, a evangelização começou com os leigos e leigas. Somente mais tarde entraram os missionários franceses. Depois vieram as perseguições e os martírios.


A programação seguiu durante a manhã, quando o padre Nelito Dornelas, assessor das Pastorais Sociais da CNBB, traçou um panorama sobre a realidade social, econômica, política e eclesial do Brasil.

A parte da tarde foi reservada para uma avaliação e partilha sobre a participação das POM na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a preparação dos países ao 4º Congresso Missionário Americano e 9º Latino-Americano (CAM 4 - Comla 9) e sobre a comunicação para a animação missionária. Além das palavras e gestos do papa Francisco, o que mais impactou foi a Semana Missionária realizada em São Gonçalo (RJ), que reuniu em duas paróquias, cerca de 100 jovens ligados às POM de pelo menos 15 países. A acolhida dos peregrinos pelas famílias também foi avaliada muito positiva bem como o empenho dos jovens da JM na organização das várias atividades.

Outro tema partilhado foi como cada país do Cone Sul organiza e dinamiza o Mês das Missões com a Campanha Missionária o que revelou uma riqueza de iniciativas e resultados.

Um dos temas em pauta foi o 1º Congresso Americano da Infância e Adolescência Missionária (IAM), marcado para os dias 23 a 25 de maio de 2014, em Aparecida (SP). Padre André Luiz de Negreiros, secretário nacional da IAM no Brasil, falou sobre os encaminhamentos que já foram feitos para a realização do evento que pretende reunir cerca de 700 pessoas, sendo que os países do Continente americano poderão enviar até 20 representantes cada. “O objetivo é celebrar os 170 anos da fundação da IAM e motivar os assessores de grupos no seu trabalho”, explicou padre André. A programação inclui celebrações no Santuário Nacional de Aparecida, conferências, testemunhos, partilhas e um momento com as famílias nas paróquias que acolherão os participantes.


Na manhã do domingo, 22, os diretores e secretários visitaram a paróquia São João Batista em Gama, no entorno de Brasília (DF), onde houve uma celebração Eucarística com os fiéis e um bate-latas com pelo menos 150 crianças e adolescentes da (IAM) e um grupo da Juventude Missionária (JM). Na mesma celebração, 15 paroquianos fizeram a Primeira Comunhão. Naquela paróquia, administrada pelos missionários do Verbo Divino, o trabalho com a IAM e a JM já tem história conforme ficou demonstrado na celebração e nas atividades apresentadas aos visitantes. A manhã terminou com um almoço servido pela comunidade.

A avaliação do 6º Encontro das POM do Cone Sul foi marcada por destaques positivos. Padre Daniel Lascano, secretário da Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo na Argentina participa pela primeira vez e avalia que, “conhecer os colegas dos demais países e seus trabalhos, reforça a unidade das equipes e a necessidade de trabalhar unidos. O intercâmbio é muito rico, pois não são Obras isoladas. Isso fortalece a identidade”.

Padre Osvaldo Duarte, que acaba de assumir a direção das POM no Paraguai, disse que a abertura dos participantes facilitou a sua integração no grupo. “Pude observar as experiências vividas nos diversos países e isso além de enriquecer nos dá um amplo panorama”. No Paraguai, a Obra de São Pedro Apóstolo e a União Missionária ainda não existem. “Levo como tarefa implementar essas obras”, completou padre Osvaldo.

Percebi que é importante a presença de todos os secretários para que as equipes se conheçam e se fortaleçam e o encontro seja mais efetivo”, afirma padre Gianluca Roso, diretor das POM no Chile, país encarregado de acolher o próximo encontro, em setembro de 2014.


Padre Sávio Corinaldesi, secretário da Obra de São Pedro Apóstolo no Brasil, insiste na necessidade das POM não perderem de vista o essencial do seu carisma, ou seja, a Missão ad gentes além-fronteiras. Ele observa que, mesmo depois de tantos documentos papais e das últimas intervenções do papa Francisco sobre a Missão, a questão não encontra a atenção que merece entre algumas Conferências Episcopais no Continente.

Sinto que somos como uma família e estes encontros estão consolidando uma comunhão, vamos seguir crescendo e partilhando”, avalia o jovem Martin Lino, secretário da IAM no Uruguai. A secretária da Propagação da Fé no Paraguai, Linda Benitez, reforça essa mesma ideia. “É louvável a participação de todos os secretários. A comunhão é enriquecedora e cria sintonia e proximidade com os diretores. Estes encontros são momento de nutrir-se, tomar impulsos e projetar-se”.

Lorena Zarza, secretária da IAM de Paraguai, por sua vez, destaca o uso das novas tecnologias no trabalho. A esse propósito, os secretários e secretárias da IAM que não puderam vir a Brasília, tiveram uma participação no encontro através de Vídeo Conferência no espaço reservado à partilha sobre essa Obra. A utilização dos meios de comunicação no trabalho das POM é uma preocupação entre as várias equipes. O tema será retomado nos próximos encontros, mas já em outubro de 2013, comunicadores das POM de alguns países do Cone Sul se reúnem em Montevidéu, para tratar do tema.

Os Encontros das POM do Cone Sul começaram em 2008, na Argentina, por iniciativa dos padres Daniel Lagni, ex-diretor das POM do Brasil, Jáiro Calderón, ex-diretor das POM da Argentina e padre Walter Von Holzen, ex-diretor das POM do Paraguai. A 2ª edição foi no Chile (2009), a 3ª no Brasil (2010), a 4ª no Uruguai (2011) e a 5ª no Paraguai (2012).

FONTE: POM

Nenhum comentário: