quarta-feira, 10 de julho de 2013

#JMJRio2013: Pontifícias Obras presentes na Feira Vocacional

Durante a JMJ Rio 2013 as Pontifícias Obras Missionárias (POM) Brasil, além de oferecerem uma programação especial na Sede Missionária (para ver a programação, clique aqui), também estarão presentes na Feira Vocacional. Com mais de 100 expositores confirmados, a Feira acontece na Quinta da Boa Vista, entre os dias 23 a 26 de julho, das 8h às 20h.
 
Todos os peregrinos poderão participar do evento sem precisar de qualquer inscrição prévia. Confira abaixo, o artigo do padre Marcelo Gualberto, secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), sobre a participação das POM na Feira Vocacional.
 

As POM na Feira Vocacional
A presença das POM na Feira Vocacional durante a JMJ Rio 2013 vem atender à duas razões: dado à universalidade, uma das suas características fundamentais, as POM presentes em mais de 150 países, não poderiam ficar de fora deste ambiente onde a universalidade missionária é muito visível. Outra razão é apresentar as POM como espaço de animação missionária em cada país, conforme tanto deseja o Papa sinalizando a necessidade da missão universal nas igrejas locais.
 
Assim nossa presença na Feira vocacional é animar e despertar os jovens que por lá passarem, a verem a necessidade das outras Igrejas particulares espalhadas no mundo e se sentirem responsáveis em ajudar cooperando missionariamente com elas. Uma vez que somos irmãos, chamados cristãos, a minha atuação não se resume só em minha realidade, mas no âmbito Católico - Universal.
 
Mas afinal, o que é a Feira Vocacional na JMJ?
Trata-se de um local ideal para encontrar com a vontade de Deus. O primeiro critério na seleção dos expositores é que sejam instituições religiosas com dimensão internacional. De acordo com o padre Leonardo Lopes, membro do Setor de preparação pastoral da JMJ Rio 2013 e coordenador da Feira Vocacional, o principal objetivo é dar aos peregrinos de outros países, a possibilidade de aprofundar sua experiência com Deus depois da Jornada. "Além disso, como há muitos estrangeiros na Jornada, queremos que ao voltar para seus países de origem, eles possam continuar a ter contato com os institutos que estiveram aqui", explicou. Estão confirmados 16 movimentos, 20 novas comunidades, 23 ordens religiosas masculinas e 44 ordens religiosas femininas.
 
A grande quantidade e diversidade de ordens, movimentos e comunidades participantes mostra a riqueza da Igreja, conforme explica o padre Leonardo. "Nós queremos mostrar em primeiro lugar, a riqueza do dom de Deus que é abundante ao chamar e mostrar os caminhos. Em segundo lugar, a riqueza do que é a Igreja onde sempre tem espaço para todos. O serviço é uma resposta pessoal. Você não é obrigado a entrar em um único caminho. A Igreja respeita muito a individualidade da pessoa, essa diversidade. É um sinal de riqueza contar com todos esses carismas e inspirações".
 
Todos os públicos
Os estandes vocacionais não são a única atração da Feira. O peregrino poderá passar o dia inteiro no local. Há desde estruturas de catequese, praça de alimentação e restaurantes com o menu do peregrino, até tendas de DJ’s para balada jovem e evangelização 180º, com esportes radicais como escalada e tirolesa.
 
A Quinta da Boa Vista abrigará ainda, metade dos 100 confessionários desenhados especialmente para a Jornada, além de uma tenda de 600 m² para adoração ao Santíssimo Sacramento. O Papa Francisco vai confessar cinco jovens no local na sexta-feira, dia 26.
 
Está programada também uma atividade nas tendas a cada meia hora, com testemunhos, palestras e apresentações musicais. O local é de fácil acesso por trem, metrô e ônibus.
 
 
Pe. Marcelo Gualberto
Secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé.

Nenhum comentário: