quinta-feira, 20 de junho de 2013

Nota da Juventude Missionária do Brasil sobre as Manifestações que vem ocorrendo no Brasil.


Brasília, 20/06/2013
Memória de Nossa Senhora Consolata.

No Ano que dedicamos à juventude na Igreja, em ano em que receberemos milhões de jovens estrangeiros na JMJ Rio 2013, vemos uma grande manifestação dos jovens indignados com diversos assuntos no que diz respeito à política de nosso país.

Por muitos a juventude sempre foi taxada como: os jovens não querem nada, os jovens são desinteressados por política, os jovens não assumem a força que tem etc. Eis que os jovens resolveram mais uma vez mostrar a força de mudança, eis que os jovens querem assumir o seu protagonismo falado por muitos e vivido por poucos.

Nós, Juventude Missionária do Brasil, animada pelas Pontifícias Obras Missionárias vemos com muita esperança as manifestações pacíficas e ordeiras que vem acontecendo, como um grande meio de alcançar a consciência de nossos políticos bem como de tantos outros que se sentem inertes diante a realidade social que muitas vezes massacra os mais pobres e desvalidos sendo que uma grande parcela destes são jovens. Com certeza, vários são os motivos, sabemos que os reajustes das passagens são a ponta do iceberg onde cansados de tantas realidades indignas encontraram uma oportunidade de manifestar conscientemente as injustiças provocada por aqueles que deveriam resguardar o bem comum de uma sociedade.
Como todos que buscam viver uma democracia, onde podemos ir as ruas e manifestar ordeiramente nós, repudiamos todos os atos de vandalismos e desordem sabendo que é uma minoria de oportunistas.

Assumimos ainda, como a grande parte dos manifestantes, que não somos adeptos ou partidários de nenhum partido político, apoiamos a luta de um povo que cansou de ser marionetes e que quer mudanças na forma de tratar o Brasil e os brasileiros.

Portanto, convidamos os jovens missionários por todo o Brasil a viverem este momento de manifestações com entusiasmo e esperança política, esta que é um meio sublime de caridade e que muitas vezes não é exercida como deveria como nos diz o Papa Francisco em seu discurso de 07 de junho de 2013 disse: “A política é forma mais elevada de caridade, pois ela procura o bem comum”. Assim vamos adiante acreditando que de fato o jovem não é apenas o futuro, mas o agora da Igreja e da Sociedade.

Jovens Missionários, Sempre Solidários.

Pe. Marcelo Gualberto Monteiro 
Secretário Nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé 
Assessor da Juventude Missionária no Brasil.

Nenhum comentário: