terça-feira, 7 de maio de 2013

Famílias Missionárias realizam encontro e definem suas diretrizes



Com o objetivo de aprofundar a reflexão sobre as Famílias Missionárias, sete casais se reuniram neste fim de semana, dias 4 e 5, na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília (DF), onde descutiram a metodologia para a constituição de grupos no Brasil e definiram as diretrizes que orientarão a organização e articulação do trabalho. Participaram também os padres Camilo Pauletti, diretor das POM e Marcelo Gualberto, secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), que acompanha esta atividade.

O encontro abriu com uma celebração seguida de um momento dedicado à escuta da situação de vida dos casais presentes ao encontro. “Foi realmente uma partilha fraterna, que nos deu uma visão geral de nossas famílias, com suas alegrias e sofrimentos. Alguns casais manifestam a disposição de partir em missão além-fronteiras. É o caso de Robson e Renata Ferreira, residentes em Franca (SP), e Cândido e Irene, de Brasília (DF)”, relata padre Camilo.

Em seguida, tomou-se conhecimento de como estão sendo dados os primeiros passos nos grupos. A análise revelou situações de esperanças e de alegrias. Apareceram também interrogações que demandam discernimento e esclarecimentos.

Tendo em vista a necessidade de se caminhar de forma organizada e articulada foram elaboradas as diretrizes para os grupos das Famílias Missionárias, sob a coordenação do padre Marcelo. A construção, entre reflexão e práticas, vem sendo realizado em mutirão. O objetivo geral ficou assim definido: “promover a consciência da missão universal nas famílias, como Igreja doméstica, despertando vocações missionárias comprometidas com o anúncio do Evangelho e a favor da Vida”. O trabalho visa, entre outros objetivos específicos, fortalecer as famílias na vivência do espírito de comunidade em estado permanente de missão; realizar encontros de famílias; desenvolver atividades de formação e animação missionária com as famílias e despertar a vocação missionária além–fronteiras.

As diretrizes contemplam ainda a metodologia a ser utilizada e prevê uma família coordenadora para cada grupo, bem como, um casal assessor.

Vimos que precisamos ter paciência para dar os passos certos, revisar e complementar aquilo que vamos produzindo”, avalia padre Camilo e conclui. Sentimos que esta atividade missionária é oportuna e necessária e, com certeza vai fortalecer o carisma das POM além de dar continuidade ao trabalho feito com a Infância, Adolescência e Juventude Missionária. Precisamos de parcerias, apoio e proximidade com outras forças missionárias”.

Fundada pela leiga francesa Paulina Jaricot em 1822 e declarada pontifícia em 3 de maio de 1922, pelo para Pio XI, a Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF) desenvolve quatro atividades, em vista de promover nos fiéis a consciência missionária: Juventude Missionária, Grupos Missionários, Família Missionárias e Idosos e Enfermos Missionários.

FONTE: POM - 06/05/2013

Nenhum comentário: