quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Primeiro dia de inscrições para a JMJ Rio 2013 atrai jovens dos cinco continentes



Com menos de 24 horas após a abertura das inscrições, cerca de 220 grupos já se cadastraram para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que ocorre de 23 a 28 de julho de 2013 no Rio de Janeiro. Destes, 112 grupos são do Brasil. "Para nossa alegria jovens dos cinco continentes fizeram inscrição", comemorou a diretora do setor de Inscrições da JMJ Rio2013, irmã Shaiane Machado.

"Temos peregrinos inscritos dos Emirados Árabes Unidos, China, África do Sul, Alemanha, Argentina, Aruba, Austrália, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, Polônia, México, Indonésia, Chile, Colômbia, Dominica, El Salvador, Equador, França, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru, Suíça, Uruguai e Venezuela", enumerou. A informação foi divulgada durante uma entrevista coletiva sobre o lançamento das inscrições, nesta quarta-feira (29), na sede da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

O primeiro peregrino a se inscrever foi o Papa Bento XVI

O arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, garantiu: "Já vivemos o clima da JMJ". Para ele, a abertura das inscrições de peregrinos representa um "passo importante" para a realização do evento. "A Jornada é um investimento na juventude, construindo valores mais humanos e solidários para fazer a diferença na sociedade", afirmou. "E a Igreja é chamada a estar junto nesta construção".

O coordenador-geral da JMJ Rio2013, monsenhor Joel Amado, classificou a Jornada como um "evento maior do que se pode perceber". Ele explicou: "Há um grau de concentração de pessoas muito grande e vai deixar um conjunto de legados". Estes são, enumerou ele, humano, social e econômico. "O convívio cultural e inter-religioso, a união entre os voluntários são exemplos do legado humano", disse. "O social é um projeto de prevenção e recuperação de dependentes químicos. Economicamente, teremos geração de emprego, aumento na demanda do comércio e serviços da cidade", afirmou.

Santander é parceiro na construção da JMJ

Um dos parceiros deste processo é o Santander, que desenvolveu e vai operar o sistema online de cadastro. "Temos uma tecnologia avançada e segura", garantiu o vice-presidente da empresa, Angel Agallano. "Estamos confiantes de que será um sucesso". O sistema vai gerenciar as inscrições de peregrinos e bispos, além de possibilitar uma contribuição financeira para quem quiser fazer doações. 

"O acesso às informações de inscrições vai ajudar a organização e logística do evento", explicou Agallano. Isso porque a distribuição da hospedagem dos peregrinos e locais das catequeses será definida por regiões linguísticas. Assim, os peregrinos do Japão, por exemplo, ficarão hospedados em endereços próximos e vão para a catequese em um local próximo, evitando grandes deslocamentos. É no local de formação onde eles vão receber o café da manhã, caso tenha optado por um pacote que inclua alimentação. A mobilidade para pontos distantes acontecerá apenas para os atos centrais, que terão a presença do Papa Bento XVI.

Nenhum comentário: