sexta-feira, 27 de julho de 2012

Equipe prepara Seminário Nacional Missão e Juventude



Um grupo de nove pessoas, representantes de pastorais, organismos e movimentos juvenis, se reuniu nesta terça-feira, 24, na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM) em Brasília, com o objetivo de organizar o terceiro e último seminário para a juventude, em preparação à Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.

Já foram realizados dois: o primeiro, em maio deste ano, em Brasília, discutiu Comunicação e Juventude, a partir do tema “Jovens católicos: comunicação que transforma vidas”; reuniu cerca de 200 jovens. Já o segundo aconteceu nos dias 13 a 15 deste mês e abordou o tema “Juventude e Bioética - Os desafios da Bioética e o protagonismo do jovem católico”, ambos promovidos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Desta vez, as Comissões Episcopais para a Juventude e Animação Missionária da CNBB, em parceria com as Pontifícias Obras Missionárias, organizam o último: Missão e Juventude, que pretende ser um momento de preparação para a Semana Missionária que antecede a JMJ Rio 2013 e deve reunir cerca de 300 jovens de todo o país, em Brasília, nos dias 28 a 30 de setembro. “A ideia é já começar o processo da Pré-Jornada e inspirar a Semana Missionária que acontece antes da propriamente JMJ, com o objetivo de dar luz ao evento e criar mais expectativas”, afirmou o jovem Marciel Cover, da Pastoral da Juventude Rural (PJR).

Segundo o jovem Bruno Dantas, do movimento Segue-me de Natal (RN) a reunião teve o objetivo de “criar expectativas positivas para o Seminário Missão e Juventude que pretende ressaltar a missão do jovem como anunciador da Boa Nova e agente de transformação social”.

É importante trabalhar a missão porque a própria Igreja, através de sua ação e seus documentos, clama por Missão. Percebe-se a necessidade das visitas de porta em porta, dos jovens evangelizarem outros jovens; por isso, o Seminário vem dar uma resposta a essa necessidade. É preciso buscar aqueles que estão distantes das matrizes e levá-los para o seio da comunidade”, disse a jovem missionária Ulaine da Silva Queiroz, de Figueirópolis (TO).

O irmão João Petroski, de Nova Londrina (PR), afirmou que o seminário Missão e Juventude vem ao encontro de uma série de necessidades da juventude: “Familiares, sociais, que temos que enfrentar juntamente com uma formação espiritual sólida que nos leve a nos abrir às pessoas e a Deus e não nos fechar às nossas realidades”, sublinhou.

Para o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, padre Carlos Sávio, a reunião de hoje definiu toda a metodologia do Seminário a ser realizado em Brasília. “Foi revista toda a parte metodológica, o conteúdo, palestrantes para assim chegarmos ao fechamento da proposta do seminário. O tema missão foi escolhido porque achamos que temos o dever de despertar nos jovens o sentido missionário que foi configurado com o batismo, onde fomos chamados a serem discípulos-missionários. Nós queremos que os jovens sejam protagonistas de sua própria missão e que eles a façam com a ajuda da Igreja”.

Devem participar do Seminário Missão e Juventude 300 jovens que trabalham diretamente com a dimensão missionária nas dioceses de todo o Brasil. O evento terá lugar no colégio Maria Auxiliadora, na Asa Sul, em Brasília.

Nenhum comentário: