domingo, 15 de julho de 2012

3º Congresso Missionário Nacional é concluído em Palmas



O 3º Congresso Missionário Nacional foi concluído na manhã deste domingo, 15, no Colégio Marista de Palmas, no Tocantins. Foram quatro dias de muito diálogo e debates sobre a vida missionária conduzida por religiosos, religiosas, padres, diáconos, seminaristas, bispos, leigos e leigas, que formam um mosaico colorido levando luz e vida a todo o mundo.

Para o representante da Congregação para a Evangelização dos Povos, padre Vito Del Prete, este congresso missionário brasileiro foi importante especialmente para aumentar a conscientização sobre a missão além-fronteiras.

Que este congresso missionário seja um ponto de partida para uma nova evangelização ad gentes [a todas as gentes]", disse o representante do órgão vaticano na plenária de conclusão do congresso.

Segundo os organizadores do evento, o relatório final deste congresso estará disponível em breve no site oficial do 3º Congresso Missionário Nacional.

O  Arcebispo de Porto Velho (RS), Dom Esmeraldo Barreto de Farias, salienta que a palavra “missionário” não era uma palavra comum até o fim dos anos 80. A partir dos anos 90, leigos e leigas, religiosos e religiosos, ministros ordenados começaram a proclamar “eu sou missionário e peço a graça para ser mais missionário”.

A túnica missionária não pode ser um adjetivo, mas precisa ser o ponto fundamental na formação dos leigos e leigas, religiosos e religiosas, e ainda mais para os ministros ordenados, padres, diácono e na vida do próprio bispo. Tendo a túnica missionária como ponto fundamental tudo mais será abraçado e assumido”, ressalta Dom Esmeraldo.

Rumo ao Congresso Missionário Latino-americano
Este Congresso Missionário em Palmas é também uma preparação para o 4º Congresso Americano Missionário (Cam-4) e para o 9º Congresso Missionário Latino-Americano (Comla-9) que serão realizados juntos em Maracaibo, na Venezuela, de 26 de novembro a 1º dezembro de 2013.

Este congresso em Palmas é um reforço para o espírito missionário. Pude ver e palpar este espírito da Igreja no Brasil que, apesar de sua grandeza e pluriculturalidade, é uma Igreja muito unida que trabalha em comunhão para responder aos desafios universais”, salientou o assessor de comunicação do Cam-4, Daniel Robles.

O assessor garante que todos poderão esperar um grande acolhida por parte dos venezuelanos e este congresso abordará também a concretização da missão continental, definida pelos bispos latino-americanos e caribenhos em Aparecida, em maio de 2007.

Queremos marcar nosso encontro mantendo o tema central deste congresso brasileiro, mas mantendo o foco na missão ad gentes; que não seja uma reflexão só de palavras, mas que elas provoquem atos e que esses atos não sejam plantados só nas igrejas locais, mas que delas possam partir missionários além das fronteiras, realizado a missão continental”, destacou o venezuelano.


FONTE: Canção Nova

Nenhum comentário: