quarta-feira, 25 de abril de 2012

O que é a Juventude Missionária?



A Juventude Missionária (JM) é um serviço de animação missionária destinada à juventude, trabalha como o fermento, levando através dos membros do grupo a palavra a outros jovens. A JM foi fortificada atravéz da missão continental. Os membros devem fazer-se missionários.

A Igreja confiou à obra de Propagação da fé, com a missão de evangelizar e fortalecer a fé desde a infância, este papel é cumprido pela Juventude Missionária juntamente com a Infância e Adolescência Missionária e com tantas outras organizações que parte das POM (Pontifícias Obras Missionárias).

É importante ter consciência que a JM não é um movimento, nem uma pastoral. Engaja-se na caminhada eclesial dentro de todos os movimentos e pastorais. É um grupo de jovens engajados às POM que viabilizará o envio às missões além-fronteiras. Deve ser parte dos Conselhos Missionários: Paroquiais, Diocesanos e Regionais (Comipas, Comidis e Comires). Os nossos padroeiros são Santa Teresinha do Menino Jesus e São Francisco Xavier. O Lema é “Jovem Evangelizando Jovem” e a saudação é “Jovem missionário, sempre solidário”. A espiritualidade da JM é formada pela oração, sacrifício, sacralidade e solidariedade concreta.

O jovem missionário deve ter clareza do carisma missionário, principalmente na missão além-fronteiras e “ad gentes”; Deve ter sentido de pertença às POM, conhecendo-as e difundindo-as e dispondo-se a levar a dimensão missionária a outras pessoas. A vocação missionária leva o jovem o mandato missionário nos dado por Cristo. O jovem missionário deve multiplicar o conhecimento de Jesus difundindo-o ao mundo.

Deve se capaz de conduzir sua vida a luz do evangelho, assumindo o compromisso missionário de batizado. A vida deve ser vivida numa espiritualidade sacramental centrada na eucaristia, fonte e objetivo da missão. A exemplo das primeiras comunidades, o jovem deve ser solidário, humilde, vivendo a riqueza da fraternidade.

O jovem deve amar sua cultura, respeitando e valorizando o outro.

Viver em oração e santidade. A oração uniu os discípulos quando eram perseguidos. Por isso“Na oração invoca-se a grandeza do criador, tudo esta nas mãos dele. Deus começa na criação, mas permanece nela vivendo com e no homem” (Bento XVI na catequese da Oração no dia 21 de abril).

Sejam fortes na fé, disse Bento XVI diretamente aos brasileiros. Portanto tenha fé, a força e a proteção divina estarão sempre com você.

Gloria ao Divino Pai, ao Sacratíssimo Filho e ao Santo Espírito. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Texto inspirado pelo manual UM PASSO ADIANTE

JM - Rio Grande do Sul

Nenhum comentário: