quinta-feira, 5 de abril de 2012

“Jovens, como o Pai me enviou, assim eu vos envio”.



Neste mês convido vocês jovens a refletirmos juntos sobre esta grande certeza de nossa fé. A Ressurreição. Tomando o texto de Jo 20, 19 – 22 cujo tema é “Jesus ressuscitado está vivo na comunidade”, gostaria de tecer três pontos.

Vencer o medo - Era o primeiro dia da semana. Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discípulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou...

Muitas vezes a nossa juventude peca por omissão, tendo medo de anunciar Jesus ressuscitado se fecham nos seus grupos como se fossem detentores únicos da fé. Este medo deve ser a primeira barreira a ser superada, pois por maior que sejam as justificativas não somos isolados, não somos ilhas.

Por mais que somos ameaçados por diversas formas, a verdade e justiça não podem reduzir a um grupo.

Assim quando fazemos a experiência do encontro, da intimidade com Cristo não temos medo de anunciá-lo, de divulgá-lo.

O namorado não tem vergonha de apresentar a namorada aos colegas, mesmo se esta não é simpática a eles, será porque? Claro por que há um amor que o faz superar qualquer vergonha, há uma experiência já vivida de conhecimento e aproximação e quando a pessoa entra na vida dele já se perde o medo.

Um dos maiores medos dos jovens hoje e o medo de perder. Perder a liberdade, pois para fazer uma opção por Ele deve-se ter em conta alguns quesitos como o proposto para o jovem rico: Vai vende tudo o que tem e me siga.

A Confiança – ...Ficou no meio deles e disse: “A Paz esteja com vocês”. Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos ficaram contentes por ver o Senhor.

Imaginemos que estamos conversando com os amigos, tristes por que em um acidente de carro estamos com um dos nossos amigos no hospital correndo risco de vida e somos surpreendidos com a notícia que aquele amigo está bem. Então a alegria é irradiada.

Os discípulos passaram por uma situação semelhante a esta, passaram do medo de ter perdido o grande mestre, para a confiança de que ele está no meio da comunidade ressuscitado.

Assim o jovem missionário de Jesus depois de vencer o medo sempre terá uma confiança que gerará uma alegria contagiante que não conseguirá retê-la. Com isso passamos do medo de perder a liberdade para a confiança que só nele realmente temos a liberdade. Deus não nos tira nada só acrescenta.

A MissãoJesus disse de novo para eles: “A Paz esteja com vocês”. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês. Tendo falado isso Jesus soprou sobre eles, dizendo: “Recebam o Espírito Santo”.

A relação de amizade entre o jovem e Jesus deve ser sempre pautada na reciprocidade, foi por nós que Ele demonstrou o amor maior e ainda mais este amor ele quis que estivesse sempre conosco, seja na palavra, na eucaristia ou no irmão menos favorecido.

Portanto, querida juventude não tenham medo de abrir o coração para este Deus vivo e que agora neste tempo pascal  O sentimos muito forte. Para entrada dele em nosso coração se supõem um mínimo de disposição em acolhê-lo.

Acolhendo vamos dia após dia alimentando esta presença ressuscitada e ressuscitadora onde sabemos em que colocamos a nossa confiança, assim com certeza seremos capazes de anunciar aos outros jovens não uma fé de palavras, mas uma fé vivida e manifestada na solidariedade aos irmãos.

Pe. Marcelo Gualberto
Secretário Nacional da Pont. Obra da Propagação da Fé
Artigo publicado na Revista Mundo e Missão - Abril 2012

Um comentário:

Maria da Penha ou Nelsa disse...

''Belissimo trabalho com os jovens, pois devemos mesmo é trabalhar em resgatar nossos fiés fasendo com que elescheguem mais perto de deus, parabêns!" um abraço Maria da Penha ou (Nelsa).''