terça-feira, 27 de março de 2012

São pelo menos 1.000 os missionários mortos de 1980 a 2011



Segundo os dados da Agência Fides, na década 1980-1989 perderam a vida de modo violento 115 missionários. Esta cifra, porém, é sem dúvida imprecisa, pois se refere somente aos casos confirmados e dos quais se teve notícia. O quadro referente aos anos 1990-2000 apresenta um total de 604 missionários mortos, sempre segundo as nossas informações.

O número resulta sensivelmente mais elevado em relação à década precedente, pois devem ser considerados os seguintes fatores: o genocídio de Ruanda (1994), que provocou pelo menos 248 vítimas entre pessoal eclesiástico; a maior velocidade da mídia em difundir as notícias também a partir dos locais mais distantes; a contagem que não diz respeito somente aos missionários ad gentes em sentido estrito, mas a todo o pessoal eclesiástico morto de modo violento ou que sacrificou a vida consciente do risco que corria, tudo para não abandonar as pessoas que lhes foram confiadas. Nos anos 2001-2010, o total de agentes pastorais mortos foi de 255 pessoas. No ano de 2011, foram mortos 26 agentes pastorais: 18 sacerdotes, 4 religiosas, 4 leigos.

FONTE: Agência Fides - 21/3/2012

Nenhum comentário: