sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

EUROPA/ESPANHA - Ano da Fé, ano dos missionários que a anunciam


"Um ano dedicado à fé é um ano dedicado a quem a prega. Porque a fé, como ensinou São Paulo, vem da escuta e da pregação. Por isso, é necessário que haja quem pregue e possa educar a esta fé que a Igreja proclama e que nós fiéis vivemos. Ano da Fé, ano dos pregadores desta fé, que através da sua palavra, do seu testemunho e de uma vida santa, fazem de modo que muitos ouçam a fé e possam se converter". É o que se lê no editorial de "Madrid Misionero", do Conselho diocesano das Missões da Arquidiocese de Madri. Recordando que o ano de 2012 é o ano da fé, convocado pelo Papa Bento XVI, se destaca que "ser fiel não quer dizer ser um indigente intelectual, que aceita as coisas simplesmente porque lhe foram ditas. O fiel é aquele que faz sua uma verdade que compreende e que não está em conflito com a razão... A fé não é um instrumento de opressão para manter uma pessoa ou um povo sob o jugo da autoridade e da escravidão, mas é completamente o contrário. A fé nos ajuda a ver as coisas com outro critério, mais objetivo, menos subjetivo". 

Pensando nos motivos pelos quais o Papa convocou o Ano da Fé, é preciso recordar que "a Igreja não pode deixar de anunciar Cristo e não pode trair a si mesma", e então o texto conclui: "Ano da fé, ano dos missionários que levam o Evangelho e a vida de Jesus ao coração dos homens e das mulheres, os quais acreditam graças à sua presença e ao seu trabalho... Agradeçamos aos nossos missionários e missionárias porque fazem de modo que a luz da fé ilumine os olhos e a vida daqueles que estão nas trevas e na sombra da morte".

FONTE: Agência Fides - 09/02/2012

Nenhum comentário: