sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Para que crianças e jovens sejam mensageiros do Evangelho



O último comentário da Intenção Missionária de 2011 é uma mensagem especial para as crianças e jovens. “Desde o início, a Igreja sempre teve uma particular sensibilidade para com os jovens e crianças”, diz o texto. O comentário expressa ainda o carinho do beato João Paulo II durante seu pontificado ao demonstrar sua sensibilidade aos jovens e crianças através “da celebração das Jornadas Mundiais da Juventude” e também pelo papa Bento XVI que, na última JMJ de Madri destacou: “vocês são testemunhas da esperança cristã no mundo inteiro: são muitos aqueles que desejam receber esta esperança”.

O texto lembra também da vulnerabilidade das crianças que sofrem com “várias formas de exploração, dada a sua posição precária de fraqueza e necessidade. A sociedade deve reconhecer  a sua dignidade pessoal, a dignidade própria de cada ser humano como filho de Deus”, destaca outro trecho do comentário. Sobre a fragilidade de crianças e jovens, a Igreja se posiciona, segundo o texto.

A Igreja, não obstante as tristes experiências que emergiram nos últimos anos e que são uma exceção, sempre trabalhou na defesa dos mais vulneráveis, sobretudo as crianças. Pressionados pela necessidade de satisfazer as necessidades básicas, muitas crianças são obrigadas ater de fazer tarefas físicas  desproporcionais  em relação à sua idade e em condições desumanas”, esclarece outro trecho do comentário.

Nenhum comentário: