terça-feira, 15 de novembro de 2011

Cruz da Jornada Mundial da Juventude visita Basílica de Aparecida



Jovens dos quatro cantos do Brasil seguiram em peregrinação para o Santuário de Nossa Senhora Aparecida na Terceira Romaria Nacional da Juventude, sendo este um encontro particular já que os símbolos da JMJ estavam presentes para a veneração dos fiéis.

Na madrugada desta terça-feira (15/11), mesmo debaixo de uma forte chuva houve uma grande concentração da juventude na praça da Catedral de Guaratinguetá (SP), para receberem os ícones da JMJ.

Ana Cristina de Varginha Minas Gerais chegou com um grupo de 46 pessoas na Basílica onde passou a noite em Vigília já que a programação de veneração da cruz seguiu noite a dentro: “Foi um momento de muita emoção, eu pude tocar a cruz e estar pertinho dela. Quanto mais jovens vierem para dar seu testemunho de fé, mais jovens vamos atrair para a igreja.”

Já durante a manhã cerca de 15.000 jovens lotaram o Santuário, a celebração foi presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, e concelebrada por vários bispos e padres, entre eles o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Juventude, da CNBB, dom Eduardo Pinheiro da Silva.

De ouvidos atentos os presentes puderam receber uma catequese na homilia de D. Damasceno sobre a missão destes sinais visíveis que preparam as dioceses para este encontro do Papa com os jovens: “A cruz é sinal do amor de Cristo pela humanidade. Ela nos convida a fé. Vos convido a luta por um mundo mais justo, mais humano e mais fraterno”, acentuou o Arcebispo que foi aplaudido calorosamente como sinal de aprovação por parte dos jovens que coloriam o Santuário com bandeiras e largos sorrisos.

Lembrando que a cruz de madeira foi construída e colocada como símbolo da fé católica, perto do altar principal na Basílica de São Pedro durante o Ano Santo da Redenção (Semana Santa de 1983 à Semana Santa de 1984).

No final daquele ano, depois de fechar a Porta Santa, o Papa João Paulo II deu essa cruz como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade.

Quem a recebeu, em nome de toda a juventude foram os jovens do Centro Juvenil Internacional São Lourenço. O então Papa João Paulo II, lhes disse  naquela ocasião: “Meus queridos jovens, na conclusão do Ano Santo, eu confio a vocês o sinal deste Ano Jubilar: a Cruz de Cristo! Carreguem-na pelo mundo como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, e anunciem a todos que somente na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar a salvação e a redenção”. (Sua Santidade João Paulo II, Roma, 22 de abril de 2004).

A Cruz segue seu caminho abrindo as portas dos corações, recordando o Evangelho de hoje que narra o Encontro de Zaqueu com Jesus e que provocou no coração daquele homem uma mudança radical de vida, desejamos que em cada diocese visitada o mesmo possa acontecer com aqueles que se depararem com este sinal de contradição, que nos remete a um compromisso e a uma vivência fiel do Evangelho.

No final da Santa Missa foi feita a consagração a Nossa Senhora, Ela com sua presença  materna, próxima a humanidade, deseja que nós a exemplo do Apóstolo João, possamos acolhê-la em nossas vidas.

A Cruz e o ícone de Nossa Senhora seguem sua missão, como peregrinos partem para o Solo Mineiro, onde levarão aquilo que portam, uma Espiritualidade única. 

Texto: http://destrave.cancaonova.com
Fotos e vídeo: http://www.a12.com/blog/jovensdemaria

Nenhum comentário: