sábado, 15 de outubro de 2011

Em Brasília, Equipe Referencial para a Juventude discute JMJ-2013



A sede nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) em Brasília acolheu nos dias 13 e 14, os responsáveis pelo Setor Juventude nos 17 Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que são também os referenciais para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que vai acontecer em 2013, no Rio de Janeiro.

Em pauta, a organização da peregrinação dos símbolos da JMJ: a cruz e o ícone de Nossa Senhora nos Regionais; a elaboração dos projetos ligados à Pré-jornada, que acontecerá uma semana antes da Jornada Mundial da Juventude do Rio, além de um breve estudo sobre o que é a JMJ, seus objetivos, informes, avisos e como desenvolvê-la para que envolva a juventude do Brasil e do mundo.

De acordo com o assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, padre Carlos Sávio, a reunião discute detalhes que projetam a JMJ-2013, como também a situação dos Setores de Juventude nos 17 Regionais espalhados pelo Brasil.

Esse encontro ajuda a projetar a Jornada da Juventude que acontecerá no Rio, como também nos informa da situação da juventude em cada Regional para que possamos traçar um trabalho que realmente atinja os jovens nas bases da Igreja no Brasil”, afirmou padre Sávio.

Ainda segundo o assessor, uma das preocupações do grupo é pensar a Jornada Mundial da Juventude como um evento que tem um momento antes, um durante e um depois. “Estamos elaborando um projeto que pensa a JMJ não apenas no período que acontece o evento, mas em três momentos chaves antes, durante e após, através de um projeto de evangelização que deve durar até 2015”, sublinhou o assessor.

Para o secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé e Juventude Missionária (JM), padre Marcelo Gualberto, a Igreja no Brasil quer dar prioridade à pré-jornada em 2013, porque, segundo ele, trata-se de um momento forte de evangelização que deve marcar a juventude. “Queremos neste momento reanimar a fé da juventude a partir de Cristo tendo a consciência missionária que nos propõe o Documento de Aparecida (DAp) e o próprio tema da JMJ-2013: “Ide e fazeis discípulos em todos os povos; assim tornará também possível a oportunidade dos Jovens se conscientizarem a respeito de seu protagonismo na evangelização”, disse o secretário.

O padre responsável pelo Setor Juventude do Regional Sul 4 (Santa Catarina), Alceoni Berkenbrock, diz que a reunião é o primeiro impulso para a JMJ do Brasil. “Essa reunião ajuda a construir todo o processo da Jornada Mundial da Juventude que desde já começa a animar as dioceses, divulga a programação, sobretudo nas diferentes regiões do Brasil”, comentou. O Regional Sul 4 acolhe os símbolos da JMJ nos dias 1º a 31 de janeiro. Já o Bote Fé está previsto para acontecer no dia 12 de janeiro.

O referencial para o Setor Juventude no Regional Nordeste 5 da CNBB (Maranhão) padre Joaquim Veloso, afirma que a reunião demonstra a preocupação da Igreja no Brasil em realizar uma Jornada que de fato atinja o seu público-alvo: os jovens brasileiros e de todo o mundo.

Estamos aqui porque a JMJ é uma grande festa e como todo grande evento precisa de uma preparação. Não é uma festa qualquer, mas uma festa que une a diversidade juvenil do mundo inteiro, portanto precisa desse preparo”, disse. O padre completou afirmando que a reunião serve também para articular conjuntamente a juventude em todo o país. “Além de construirmos um projeto para a juventude em nível nacional, articulamos ao mesmo tempo, em nível regional, as ações necessárias para que a juventude seja protagonista nas bases”, completou. O Maranhão vai receber a peregrinação dos símbolos da JMJ de 1º a 30 de abril e o evento Bote Fé deverá acontecer em São Luís e em outras dioceses do estado no mesmo mês.

A próxima reunião do grupo está marcada para a primeira semana de dezembro em Mariápolis Ginetta, Vargem Grande Paulista (SP). O encontro contará com a participação das pessoas encarregadas do Setor Juventude em todas as dioceses do Brasil.

FONTE: POM - www.pom.org.br

Nenhum comentário: