domingo, 18 de setembro de 2011

Os jovens levam a cruz em suas vidas

Tantos continuam a perguntar-se: “Como dois pedaços de madeira podem ter um efeito tão forte sobre a vida de milhões de pessoas?”. Aonde quer que a cruz peregrina vá, as pessoas pedem que ela retorne, porque são muitas as graças recebidas. Os jovens querem levá-la em suas vidas, traduzindo essa graça em gestos simples a favor do próximo, levando a mensagem de redenção e de esperança anunciada por ela. E sentem essa missão como um verdadeiro desafio.

Em 2008, por ocasião da 25ª Jornada Mundial da Juventude, celebrada em Sydney, Austrália, a cruz dos jovens chegou mais uma vez à Oceania, onde congregou mais uma vez uma multidão de peregrinos ao redor do Sucessor de Pedro, cerca de 500 mil jovens. Terminada essa peregrinação, a cruz passou para as mãos dos espanhóis, a fim de percorrer as várias dioceses da Espanha. Foram 20 mil quilômetros percorridos neste solo até receber uma multidão de jovens na 26ª Jornada Mundial da Juventude, que foi celebrada em Madri de 16 a 21 de agosto de 2011. Nesta edição, o objeto-símbolo do maior evento juvenil da Igreja Católica foi testemunha de um encontro marcante, no qual 2 milhões de jovens peregrinos ouviram mais uma vez Bento XVI dizer: “Não tenham medo!”

Ao final dessa jornada, Bento XVI abençoou mais uma vez a cruz e o ícone da Virgem Maria. Os dois símbolos da fé e da JMJ agora vão passar às mãos dos brasileiros para que estes os levem ao imenso país de proporções continentais, que é o Brasil. Até 2013 a cruz dos jovens vai visitar o imenso território, na expectativa de receber os jovens peregrinos do mundo inteiro na Jornada Mundial da Juventude Rio 2013. Ano em que celebraremos o 29º aniversário da cruz peregrina. “Certamente, a mensagem que a cruz comunica não é fácil de compreender em nossa época, na qual o bem-estar material e as comodidades são propostos como valores verdadeiros. Mas não tenham medo de proclamar, em cada circunstância, o Evangelho da cruz. Não tenham medo de remar contra a corrente, à procura da autêntica felicidade, pelo caminho de vida e de salvação que é a cuz de Cristo”, declarou João Paulo II.

Assim consolados e animados na fé e na esperança, os jovens sabem que não estão mais sozinhos na aventura missionária, porque enquanto eles caminham com a cruz, ela caminha com eles.

FONTE: http://destrave.cancaonova.com

Nenhum comentário: