sábado, 14 de maio de 2011

Nova presidência da CNBB


A 49ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) elegeu sua nova presidência e os 12 presidentes das Comissões Episcopais Pastorais. A presidência do quadriênio que começa (2011-2015) é formada pelo arcebispo de Aparecida (SP) e atual presidente do Conselho Episcopal Latino Americano (Celam), dom Raymundo Damasceno Assis; pelo vice-presidente, o arcebispo de São Luís (MA), dom José Belisário da Silva; e pelo secretário geral, o bispo prelado de São Félix (MT), dom Leonardo Urich Steiner.

Dom Geraldo Lyrio Rocha, presidente da Conferência até o encerramento desta Assembleia, foi eleito, com 221 votos, o delegado da CNBB junto ao Celam. Ele foi eleito em um único escrutínio.

A Comissão Episcopal para a Vida e a Família, tem como novo presidente o bispo de Camaçari (BA), dom João Carlos Petrini. O bispo de Araçuaí (MG), dom Severino Clasen foi eleito presidente da Comissão para o Laicato. 

Para a Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB foi eleito o arcebispo de Palmas (TO), dom Pedro Brito Guimarães. A Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial tem agora como presidente o bispo de Ponta Grossa (PR), dom Sérgio Braschi.

O arcebispo de Pelotas (RS), dom Jacinto Bergman foi eleito para a Comissão Bíblico-Catequética. Também tem um novo presidente a Comissão para a Caridade, Justiça e Paz. Trata-se do bispo de Ipameri (GO), dom Guilherme Antonio Werlang. Ele sucede a dom Pedro Luiz Stringhini.

Para a Comissão do Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso foi eleito o bispo de Pesqueira (PE), dom Francisco Biasin, que sucede a dom José Alberto Moura. São os novos presidentes das Comissões para a Doutrina da Fé e Liturgia o arcebispo de Teresina (PI), dom Sérgio da Rocha e pelo bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA), dom Armando Bucciol, respectivamente.


Comunicação, Juventude, Cultura e Educação

O arcebispo eleito para Campo Grande (MS), dom Dimas Lara Barbosa é o presidente da recém-criada Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social. Ele foi eleito, na quinta-feira, 12, com 145 votos. A eleição só foi definida no terceiro escrutínio pelo fato de nenhum dos candidatos ter alcançado a maioria necessária dos votos nas duas primeiras votações. 

Para a nova Comissão para a Juventude foi eleito o seu atual presidente e bispo auxiliar de Campo Grande, dom Eduardo Pinheiro.

O bispo auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte (MG), dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura. Da Comissão para a Educação e Cultura foi desmembrado o Setor de Comunicação Social, que se tornou uma Comissão própria.

FONTE: POM

Nenhum comentário: