sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

A Autenticidade dos Missionários da IAM e JM


Somos uma Obra a serviço da evangelização universal, evangelizamos outras crianças e jovens por meio de outras crianças e jovens. No decorrer da formação teórica das crianças e jovens ‘’missionários’’, podemos perceber o espírito de trabalho em conjunto e o ardente desejo de evangelizar.

Todos os missionários são pontos relevantes para a concretização do projeto da IAM e JM: Crianças evangelizam crianças de tal forma que; Jovens evangelizam jovens. Somos convidados a perceber com maior clareza, que as crianças e os jovens não são apenas instrumentos de evangelização, mas parte central de qualquer ação missionária. As crianças e os jovens são portadores de boas noticias; eles evangelizam e humanizam, encarnam alguns valores do Reino, com gratuidade, o coração aberto, a transparência, a simplicidade e a partilha conseguem cumprir parte do projeto de Cristo para a humanidade em si.

Várias Paróquias estão em clima das Santas Missões Populares, este é um momento oportuno para a inclusão dessas crianças e jovens para com o trabalho missionário. Sair é ir em missão, eles são capazes e autênticos. Há diversos grupos da Iam/Jm espalhados em várias dioceses, mas que às vezes tem um trabalho isolado ou até mesmo ainda não reconhecido. Precisamos sair do comodismo e evangelizar com renovado ardor missionário. O mundo das crianças /jovens é um mundo de dificuldades, de tristezas, mas também de alegrias, de sonhos, e, sobretudo de muita esperança. Há crianças recusadas pelas próprias famílias, negadas pela sociedade, usadas, abusadas e jogadas na rua pela perversão de pessoas sem humanidade. ‘’Há crianças superprotegidas, que nada lhes faltam, porém isoladas, fechadas num pequeno mundo. As crianças sonham cm um mundo de paz, de justiça, de amor, em que todos sejam respeitados em sua dignidade. Esperam o dia em que poderão viver estudar e brincar juntos, amados e acompanhados pelos adultos.’’ ( Mundo e missão).

A Igreja é chamada a desenvolver uma tarefa: levar a humanidade á plena comunhão com Deus, este é o serviço pelo qual a Igreja compromete-se com todas as forças. A missão da Igreja é Evangelizar, isto é, prestar ao mundo o ministério da salvação. Para sermos uma Igreja unida e evangelizadora devemos valorizar e trabalhar as crianças e os jovens que se dispõem a serem preparados para o serviço de missão sendo eles membros da Iam /Jm, ou outras pastorais e serviços em exercício nas comunidades de base, tornando-os assim verdadeiros evangelizadores. A Igreja toda e todos os batizados devem sentir essa grande responsabilidade do dom da fé, devem sentir a solicitude apostólica em levar a mensagem do evangelho aos milhares de pessoas que ainda não o conhecem.

A inclusão de crianças e jovens tem demonstrado seus frutos através dos grupos da Infância e Juventude Missionária, que tão bem exercem seu protagonismo como, também, sabem se entrosar no trabalho com os adultos e na comunidade. Faz-se então necessário buscar e contar a presença dos jovens e das crianças. As crianças com seu espírito missionário e os jovens, com sua experiência da missão jovem, vem tornando-se realidade e enriquecimento pastoral em várias partes do pais . Fica ao findar deste o pedido de perseverança da parte de todos os grupos da Infância e Juventude Missionária, que possamos ser autênticos e responsáveis para com a tarefa de anunciar aos que ainda não conhecem a palavra de Deus.

Texto de: Jhonatan dos Santos Ferreira Pré –novo (Congregação Imaculado Coração de Maria)/CICM.BRASIL) Belo Horizonte –MG

Nenhum comentário: