quarta-feira, 1 de setembro de 2010

VATICANO - Da Congregação para a Evangelização dos Povos

A Igreja em terras de missão administra centenas de centros de prevenção e tratamento dos doentes de AIDS/HIV. Graças a um generoso benfeitor, a Congregação para a Evangelização dos Povos, destinou mais de 1,2 milhões de euros para 131 centros em 41 países. A maior parte das contribuições foram enviadas para a África, onde recebeu um subsídio 104 instalações em 24 países. A seguir a América com 14 centros em 6 países, a Ásia, onde foram indicadas 11 estruturas em 9 países, e a Oceania onde foram indicados 3 centros em 2 países.

A AIDS/HIV é uma das pandemias mais difundidas em todo o mundo, sobretudo na África. Embora os novos avanços médicos e a descoberta de remédios sempre mais fortes conseguem curar e ajudar a curar muitas pessoas infectadas, a doença a cada ano, faz numerosas vítimas. É muito importante promover programas de prevenção para que as pessoas entendam os riscos que correm no contato, sobretudo íntimo, com pessoas portadoras do vírus.

Além disso, a Congregação Missionária destinou cerca de 300.000 euros em favor dos deslocados, sobretudo na área de Likouala na República Democrática do Congo, Darfur, no Sudão, Kikwit na R.D Congo, Gulu em Uganda e às vítimas do terremoto no Haiti. Os deslocados, que vivem em condições desumanas e passam fome, são outro grande desafio presente em muitas partes do mundo por causa de guerras e catástrofes naturais. Ajudá-los não apenas um gesto de caridade cristã, mas também um sinal de solidariedade ditado pela justiça social a que têm direito todos os povos.

FONTE: Agência Fides - 23/8/2010

Nenhum comentário: