sexta-feira, 30 de abril de 2010

MÉXICO - Jovens Missionários partilham a Boa Nova com os prisioneiros


Pelo terceiro ano consecutivo, um grupo de jovens missionários da Universidad Anahuac e alguns membros da Confraternita Internacional, liderada pelo Padre Bernardo Skertchly, presidente da organização, efetuado com sucesso as missões nos cárceres de Islas Maria, onde ofereceram assistência espiritual a cerca de 1.600 detentos.

Este ano, 56 jovens foram à prisão de Islas Maria, no Pacífico do México, a cerca de 120 km a oeste de Puerto Vallarta, oferecer assistência espiritual aos detentos, suas famílias e agentes que trabalham no penitenciário.A ilha tornou-se cárcere em 1905. Trata-se de uma área de 14 km, com 12 de largura, com montanhas ao centro, na qual detentos cumprem sentenças de até 20 anos. Em seu perímetro, distribuem-se aglomerados conhecidos como "Campamentos", onde os detentos vivem em clima de liberdade relativa, muitos com suas famílias.

Para realizar a missão, os jovens missionários foram divididos em dois grupos: um dedicado aos cerca de 900 presos e suas famílias nas cidades de Aserradero e Bugambilias, e outro, dirigido aos outros 700 detentos na comunidade de Balleto. Desde as primeiras horas da manhã, os jovens missionários iniciaram suas atividades logo depois do café da manhã e depois das orações da manhã, retornando no final da tarde como verdadeiros apóstolos, compartilhando o jantar, as orações e a troca de estórias tocantes vividas durante o dia.

A experiência de Islas Maria foi descrita pelos missionários como “encontro da miséria humana com a misericórdia de Deus, porque as pessoas que ali vivem cometeram graves delitos, perderam sua dignidade e famílias, e hoje vivem em condições sub-humanas”.

FONTE: Agência Fides - 29/04/2010

Nenhum comentário: