segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Bispo em Fátima: fome mata mais que a gripe

Esta manhã, no Santuário de Fátima, durante a Eucaristia internacional celebrada no Recinto de Oração, e na qual participaram alguns milhares de peregrinos, D. Serafim Ferreira e Silva, bispo emérito de Leiria-Fátima, sublinhou a sua preocupação pelo aumento de casos da Gripe A (H1N1) e deixou o alerta: "nós lamentamos que muita gente morre de gripe".

"Muitos mais morrem à fome, não têm pão para o seu estômago. Há uma diferença satânica entre os muito ricos, que esbanjam, e os pobres, que morrem à míngua, desidratados, desnutridos, sem assistência médica, sem o pão", disse, segundo refere o departamento de imprensa do Santuário de Fátima.

D. Serafim recordou também que hoje se inicia a 37ª Semana Nacional das Migrações, iniciativa da Comissão Episcopal da Mobilidade Humana, que decorre de 9 a 16 de Agosto, e terá o seu ponto alto na Peregrinação do Migrante e Refugiado ao Santuário de Fátima, nos próximos dias 12 e 13.

"A mobilidade física é um fato. Rezo para que a globalização econômica, comercial -é quase inevitável- promova uma globalização cultural e mais fraterna, neste pequeno globo azul, a terra, uma pátria de irmãos, na partilha e na comunhão dos bens".

Na sua reflexão às Leituras deste XIX Domingo do Tempo Comum, e sugerindo a leitura da nova Encíclica do Santo Padre Bento XVI ‘Caridade na Verdade', D. Serafim disse: "Nós queremos o progresso econômico, mas também não apenas o desenvolvimento sustentado, o crescimento controlado, mas a santificação, o desenvolvimento, o progresso de ordem espiritual".

Fonte: www.agencia.ecclesia.pt - 09/08/2009

Nenhum comentário: