segunda-feira, 27 de julho de 2009

Jovens apóstolos: frutos do Congresso Juvenil Missionário no México

Cerca de dez mil jovens participaram do 10º Congresso Nacional Juvenil Missionário (Conajum), que aconteceu de 23 a 26 de julho na cidade de Tepic, México.

Durante este evento, os jovens refletiram sobre sua vocação missionária em campos concretos como a comunicação social, a pastoral, a nova evangelização, a maturidade humana, a espiritualidade e a educação.

Provinham de diversas dioceses do México, assim como do sul dos Estados Unidos e de alguns países latino-americanos. Por meio de conversas, painéis e foros analisaram temas como a formação, a família, uma cultura da vida, a vocação, o fenômeno da globalização, a mudança de época, os valores, a cristologia, a eclesiologia e o Espírito Santo.

Com cartazes, bandeiras das diferentes delegações, globos e cantos, os participantes do evento manifestaram sua alegria por seu encontro com Cristo e pela experiência de discipulado e missão, temas centrais neste congresso.

"Nossa identidade católica, queridos jovens, é identidade missionária", disse durante a homilia da missa de abertura o arcebispo Christophe Pierre, núncio apostólico do Papa no México.

"Só se é católico se for missionário, porque a Igreja é, por natureza, missionária, e seus membros, cada discípulo, é católico na medida em que consiga fazer que seu coração palpite com dimensão universal", assegurou o Núncio.

Vários jovens deram seu testemunho na página oficial do evento (http://conajumtepic.org). Entre eles José Antonio Romero Leyva, 20 anos, proveniente de Puerto Vallarta, confessa que ao regressar para sua casa espera que este congresso o "ajude a utilizar as ferramentas necessárias: a oração e a Palavra, para ser um bom missionário e seguidor de Cristo".

Missionários alimentados pela Palavra

Segundo os testemunhos dos participantes, na escuta da Palavra é onde surge a vocação do Discípulo-Missionário. Uma vocação que deve ser entendida como "caminho de confissão permanente de nossa própria vida, onde o missionário sempre está aprendendo".

Jovens missionários dos jovens

No encerramento, Dom Ricardo Watty Urquidi, bispo de Tepic, explicou aos jovens que devem converter-se nos novos missionários de Cristo, como pediram os bispos na V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e o Caribe realizada em Aparecida (Brasil), em maio de 2007.

"Precisamos pregar, deixar de ser simples batizados, desde Aparecida, nós bispos dizemos: batizamos mas não evangelizamos", afirmou na homilia da celebração eucarística de encerramento.

"Em Aparecida, nós bispos reiteramos a opção pelos jovens. Ainda ficamos limitados por vocês, ajudem seus pastores a optar pelos jovens como em Aparecida, para ajudar-lhes a ser discípulos de Jesus, para que o escutem e se enamorem".

"Jovens evangelizadores dos jovens, isso que nós, bispos, queremos", concluiu, afirmando que o espírito que surgiu de Aparecida deve converter-se em um novo Pentecostes.

Fonte: ZENIT

Nenhum comentário: